20 agosto 2007

The Claps Hunter

Tudo começou no Maracanã quando Lula foi inaugurar os jogos pan-americanos. Por algum descuido, a assessoria do Planalto esqueceu-se da claque dos Sem Terra, dos pelegos da CUT, de alguma ONG financeiramente ligada ao governo e decidiu expô-lo à população em geral. Além das gratuidades, os ingressos vendidos foram nos setores A a D, variando de R$ 10 a R$ 50, portanto pode ter ocorrido a exclusão dos beneficiários do Bolsa Família, para o azar do nosso mandatário. Nesta ocasião, ele foi vaiado todas as vezes em que tentou falar, e acabou tendo de se retirar para não mais voltar, nem para o encerramento do evento esportivo.

Magoado, Lula disse que o Rio de Janeiro não sofreria retaliações de verbas pelo fiasco sofrido por ele. A assessoria do presidente tentou reagir organizando viagens ao curral eleitoral nordestino, onde ele teria apoio de todos os seus compadres. Não deu certo; ele foi novamente vaiado em Pernambuco. A assessoria então mudou a estratégia e organizou um roteiro de viagens pela América Central, e enfim Lula foi aplaudido na Nicarágua, no México e na Jamaica.

De volta ao Brasil, já recuperado, Lula comentou que tem dois ouvidos, um para vaias e o outro para aplausos. Foi então a Campos, no Rio de Janeiro, onde foi novamente vaiado. Lula reagiu mais agressivamente e recorreu ao seu estilo de ameaças veladas. Na casa de Apolônio de Carvalho, mais vaias. O ouvido que por anos estivera surdo funcionava com saúde exemplar.

O que o Lula irá dizer? Que está sendo perseguido pela elite aonde quer que vá? Talvez fosse o caso de ficar um pouco em Brasília e trabalhar. Sei que sindicalistas não têm este mau hábito, do qual ficaram livres no dia em que foram eleitos para o sindicato, mas o país precisa de um presidente que conheça os seus problemas e trabalhe para resolvê-los. Não queremos alguém que alegue desconhecimento toda vez que eles aparecem.

Sei que o Lula não concorda, mas a campanha termina quando o sujeito está eleito para o cargo. Então tem início o trabalho para cumprir as promessas que fez. Na visão dele e sua turma, a política é viajar e fazer campanha. Enquanto isto, a chefia do Executivo, cargo para o qual ele foi eleito, fica entregue à Dilma, como antes esteve nas mãos do Dirceu.

Esta é uma velha tradição das elites brasileiras; não trabalhar. Elas deixam o trabalho para ser feito pelos seus capatazes, geralmente figuras truculentas e autoritárias. Tomemos o exemplo do setor elétrico. Se ao menos os capatazes fossem competentes, as ameaças que pairam sobre o setor já teriam se dissipado, mas com eles é tudo na marra. Se as suas regras para o setor elétrico não atraem investidores, que entrem as estatais; se ninguém entra nos seus leilões, que entre a Petrobras; se há expectativa de falta energia, que se converta então usinas a gás para usinas a óleo diesel, e foda-se a vida útil dos equipamentos.

É nestas horas que eu me lembro do Serra, este sim um trabalhador (ainda que um autoritário ex-comunista), destes que dormem 4 horas por noite, com perfil para liderar projetos e capacidade técnica garantida por um PhD. Pena que ele não tinha o Duda Mendonça como marqueteiro nem seja um sujeito simpático, mas penso que ele teria sido um presidente melhor, apesar de todos os seus defeitos.

Se bem que se o PSDB não fosse tão paulicentrista teria apoiado o Tasso em 2002 e ele teria sido eleito mais ou menos com a mesma fórmula eleitoreira do Lula, que é um sindicalista paulista e retirante da seca nordestina. Tasso seria um membro da elite nordestina progressista e um empresário bem-sucedido. Para quem não sabe, São Paulo e o Nordeste são os dois maiores colégios eleitorais deste país.

30 comentários:

Catellius disse...

Excelente artigo, Heitor!
Realmente muito bom!
Dando uma de Nostradamus, elogios ao Serra poderão desencadear a legítima fúria do Mouro, he he.

Quando coloquei os olhos na imagem minha intenção foi transformar o Maracanã do Pan em uma gigantesca boca vaiando o Lula, mas os fachos radiais de luz na cobertura do estádio podem sugerir uma barba, e assim a imagem também pode ser interpretada como o Pequeno Timoneiro a rugir de dor pela sacrossanta vogal democrática que lhe chega ao homeriano cérebro a partir do ouvido adaptado.

Lula, vaya con dios, he he, que para mim é o mesmo que dizer "vá à merda"! ha ha ha

ROÇA COISA É OUTRA LIMPA disse...

Espero que de agora em diante ele seja feliz em suas caçadas a aplausos só lá pelo Nordeste mesmo, que aliás é o aplauso que menos lhe interessa, pois de lá ele só quer os votos.O aplauso que mais lhe satisfaria seria o do povo do Sul e Sudeste, que se viesse junto com votos tanto melhor.Espero que esta parte do país faça barba e cabelo:Vaia e despreso nas urnas.

André disse...

Apolônio de Carvalho... aquela figura...

Ok, anônimo da Ciranda da Ciência Hoestch, já anotei: petróleo também é minério.

Serra talvez seja bom, mas “dormir 4 horas por noite” já é exagero. Mas teria sido um presidente melhor, naturalmente.

Duvido que a fórmula eleitoreira do Lula teria funcionado com Tasso.

a_maggiore@hotmail.com disse...

Brizola chegou a dizer: "o PT vaia até toque de silêncio”. Os hipócritas petistas agora ficam tentando tirar a legitimidade das vaias que o Lula recebeu, inventando mil explicações. Vejam o artigo de Flávio Aguiar, editor-chefe da Carta Maior, publicado no site oficial do PT:

"Mais uma vez a direita e a extrema esquerda dão-se as mãos. Desta vez é para aplaudir as vaias contra Lula no Maracanã. Na imprensa oligárquica comemora-se e denuncia-se: quem falar que houve orquestração nas vaias é idiota. Voltam as teses de preconceitos vários: é a classe média contra o Bolsa Família, é o Sudeste/Sul contra o Norte/Nordeste, e por aí vai. Voltam os velhos clichês: o Rio é mesmo “irreverente”, etc.

O Estadão eletrônico pelo menos registrou que houve divisão no estádio: uma parte vaiou, outra parte aplaudiu, quando os aplausos foram puxados a partir da tribuna de honra. Ou seja, houve reação às vaias. É claro que a importância da notícia fica com as vaias, mas pelo menos houve, nesse caso, o registro da não-unanimidade. Porque o que a direita e a esquerda da esquerda comemoram é que “O Maracanã vaiou Lula”, “O Rio vaiou Lula”.

De minha parte, não conheço na história, numa circunstância dessas, nem vaia nem aplauso que não parta de uma orquestração. A puxada dos aplausos partiu da tribuna; quem terá puxado as vaias? DEMs distribuídos? Os incansáveis PSTUs e PSÓIS compactados? Tudo junto? É mais provável. Mas vá-se saber ao certo. O que é certo é que em estádio, vaia e aplauso pegam mais do que riso em teatro e cinema.

Pegou novamente pela direita e pela extrema esquerda a campanha implícita (não é preciso conspiração clássica para tanto, venho insistindo nisso) de que é necessário, absolutamente necessário “parar o governo Lula”. Com suas ainda que por vezes timoratas iniciativas populares, o governo Lula moveu o nosso Leviatã (o paquidérmico Estado brasileiro) alguns graus a bombordo, isto é, à esquerda em relação à sua proa. Isso é insuportável tanto para a direita quanto para a extrema esquerda. Para a direita porque lhe provoca pânico (de perder privilégios e rendas) e asco (de ver o povão feliz). Para a esquerda da esquerda porque lhe rouba público potencial.

De quebra, como demonstra o artigo de Bernardo Kucinski (o segundo da série sobre os bancos), Lula, seja por vocação, esperteza, intuição ou vontade explícita (ou tudo junto incluído), produziu o milagre de por no nosso Coliseu político, pela primeira vez desde Vargas, algo que pode se transformar num projeto hegemônico e nacional para a sociedade brasileira, quiçá para a América do Sul. É uma articulação política que contempla os de cima, acaudilha os de baixo, promove mobilidade social no meio, ou pelo menos abre vias e faz acenos para que isso aconteça, através do acesso, ainda que mitigado por ora, da classe média mais baixa e do proletariado (ops, desculpem o palavrão) mais alto ao ensino superior.

No plano externo, o governo Lula dá oportunidade à estratégia da diplomacia à esquerda dos “barbudinhos”, como se chamou historicamente a então nova geração de diplomatas formados depois que Azeredo da Silveira assumiu o Itamarati no governo Geisel. Essa oportunidade deu espaço a um passo histórico, fazendo que o Brasil assumisse uma posição de liderança na negação da Alca, na afirmação do Mercosul, na luta contra a desigualdade do comércio mundial, puxando até a Índia e a África do Sul, além da Argentina e quem sabe um dia o México, para essa frente.

Ocorre que tudo isso é insuportável para a nossa burguesia e seus “protegés” que guardam o espírito oligárquico. Esse setor da sociedade brasileira desenvolve urticárias, erisipela, furúnculos, herpes, cada vez que ouve falar em “América Latina”, em “projeto nacional”, e coisas assim. Foi-se o tempo, por exemplo, em que parcela da burguesia quatrocentona (para dar um exemplo) de S. Paulo se orgulhava de ter na família “uma avó caçada a laço” (a expressão corrente era essa mesma), apontando sangue índio nas veias, para se distinguir dos imigrantes recém chegados, sobretudo os italianos.

Agora essas e outras famílias dessa classe (nem todas, vamos assinalar) e também de outras partes do país se orgulham é de ter filhos estudando nos Estados Unidos e na Europa; ao mesmo tempo em que adoram elogiar o transporte público nas cidades do “primeiro mundo”, querem mesmo é ter espaço para seus carrões. Se fizessem um plebiscito nessa classe em S. Paulo, garanto que ganharia a abolição do rodízio de carros e dos corredores exclusivos de ônibus e táxis, embora isso, como se provou dramaticamente no começo deste julho, levasse a cidade ao completo caos.

Historicamente predominou nessa burguesia e em seus arautos na imprensa a hegemonia da não hegemonia, isto é, a felicidade privilegiada de administrar, no território pátrio, a hegemonia alheia, através da integração subordinada ao comércio mundial. Para essa parcela, numericamente não desprezível da população, ainda que esmagadoramente minoritária, se tivesse consciência histórica, a época áurea do Brasil estaria na República Velha, quando a oligarquia de então, depois de se ver livre do imperador e da maldita princesa que lhe tirou os escravos remanescentes sem pagar indenização, e de neutralizar os positivistas mais exaltados, conseguiu estabelecer o reino do “seu” liberalismo, aquele em que as liberdades constitucionais valem mesmo para os bem nascidos ou os bem acolhidos em seu universo de favores.

Esse universo, caracterizado pela ineficiência de nossa carta constitucional, qualquer que ela seja, além de criar ao longo da história as mazelas que ora vemos explodir no Congresso Nacional (mas que a imprensa oligárquica agora aponta como um “mal de Lula”), cai como luva para a retórica dos extremos da esquerda, cujo objetivo momentâneo, já que “não estão dadas as condições históricas para o grande salto”, é a conquista de adeptos. A opção do governo Lula “rouba” espaço a essa retórica, e hostiliza o imobilismo que ela contém, sempre preocupada mais em demonstrar que a razão sempre lhe pertence, do que em fazer avançar a situação, as condições de vida e a consciência dos próprios direitos por parte dos de baixo.

Não resta dúvida de que, mesmo com suas titubeações e inconsistências por vezes irritantes, o governo de Lula é o fato mais perigoso para a estabilidade desse quadro histórico brasileiro (desde Vargas, volto a citar) hoje ainda caro à oligarquia dominante e interessante para que a retórica de esquerda possa medrar. Por isso cabe mesmo orquestrar vaias contra o presidente, dentro dos estádios e nas páginas e telas eletrônicas.

Bocage disse...

Descobrimos enfim a identidade de Glênio Gangorra, do Jegue Vermelho: Flávio Aguiar, rsrs.

"é o Sudeste/Sul contra o Norte/Nordeste" - Lá vai o lulista a tentar colocar os nordestinos contra os sulistas.

"O Estadão eletrônico pelo menos registrou que houve divisão no estádio: uma parte vaiou, outra parte aplaudiu..." - Não restam dúvidas de que os aplausos eram direcionados àqueles que corajosamente vaiavam o Lula, rsrs.

"Ou seja, houve reação às vaias." - E aplaudiam indignados, rs. Que raio de reação é o aplauso?

"...houve, nesse caso, o registro da não-unanimidade." - No momento em que 180 milhões de brasileiros vaiarem o Sumo Ébrio os fanáticos do lulismo dirão: "eu não vaiei; não há unanimidade", rsrs.

"...não conheço na história (...) nem vaia nem aplauso que não parta de uma orquestração." - se para ele todas as vaias e aplausos partem de uma orquestração, como tenta deslegitimar as vaias ao Lula baseando-se na acusação de que foram orquestradas?

Ótimo texto, Heitor.

André disse...

Um jovem vai à igreja se confessar:
- Padre, eu toquei nos seios da minha namorada.
- Você tocou por cima ou por baixo da blusa dela?
- Foi por cima da blusa dela, padre.
- Mas vc é um babaca! Por baixo da blusa, a penitência é a mesma!!


O velho acaba de morrer.
O padre encomenda o corpo e se rasga em elogios:
- O finado era um ótimo marido, um excelente cristão, um pai
exemplar!!...
A viúva se vira para um dos filhos e lhe diz ao ouvido:
- Vai até o caixão e veja se é mesmo o seu pai que tá lá dentro...


Na hora do almoço, a madre superiora anuncia:
- Irmãs, hoje teremos bananas de sobremesa!!
- Ehhhhhhhhh!!!! Vibram as freiras.
- Em rodelas!!
E as freiras, decepcionadas:
- Ahhhhhhhhh!!!!....



O paciente está na capital para um exame periódico de saúde
- Você bebe?
- Dois ou três copos de vinho pela manhã, um uisquinho à noite...
- Fuma?
- Dois charutos por dia.
- E sexo?
- Duas ou três vezes por mês.
- Sóó?
- Com a sua idade e a sua saúde, era prá ser duas ou três vezes
por semana.
- Sabe como é, né, doutor: se eu fosse bispo na capital até que dava, mas numa diocese pequena, no interior...


A freira vai ao médico:
- Doutor, tenho tido um ataque de soluço, que não me deixa viver
- Não durmo, não como, e dor no corpo de tanto movimento
compulsivo involuntário.
- Tenha calma, irmã, que vou examiná-la.
Ele a examina e diz:
- Irmã, a senhora está grávida.
A freira se levanta e sai correndo do consultório, com cara de
pânico.
Uma hora depois o médico recebe uma chamada da madre superiora
do convento:
- Doutor, o que o senhor disse pra irmã Carmem?
- Cara madre superiora, como ela tinha uma forte crise de
soluço, eu disse que ela estava grávida. Espero que com o susto ela tenha parado de soluçar.
- Sim, a irmã Carmem parou de soluçar, mas o padre Paulo pulou
da torre da igreja!!!



Um padre está em missão em pleno pantanal mato-grossense,
quando surge uma baita onça faminta.
A fera lambe os lábios e se prepara pra dar o bote.
O padre se ajoelha e diz:
- Ó Senhor, incute nesta fera sentimentos cristãos!
E a onça:
- Senhor, abençoai este alimento que vou receber agora !!!


- Padre, ontem eu dormi com meu namorado.
- Mas isso é pecado, e pecado mortal, minha filha.
Reze cinco Padre Nossos de penitência.
A jovem fica mais algum tempo ajoelhada, pensa um pouco e
depois pergunta:
- Padre, e se eu rezar dez Padres Nossos? Será que posso dormir com ele hoje de novo?


A campainha toca na casa de um camarada muito pão-duro.
Quando ele atende dá de cara com duas freiras pedindo donativos.
- Meu filho, nós somos irmãs de Cristo e...
- Nossa, como vocês estão conservadas.


Um burro morreu bem em frente duma Igreja e
como uma semana depois o corpo ainda estava lá,
o padre resolveu reclamar com o Prefeito.
- Prefeito, tem um burro morto na frente da Igreja há quase uma
semana!
E o Prefeito, grande adversário político do padre, alfinetou:
- Mas Padre, não é o senhor que tem a obrigação de cuidar dos
mortos?
- Sim, sou eu! Mas também é minha obrigação avisar os parentes!


O padre vai à prisão dar a última bênção ao preso, minutos
antes da execução.
- Vim lhe trazer a palavra de Deus..
- Precisa não, padre! Daqui a pouco eu vou estar pessoalmente com Ele.


Tarde da noite, o padre passa perto dum cemitério e leva o
maior susto quando escuta:
- Hum, hum, hum!
O padre pára, reza um pai-nosso, faz o sinal da cruz,
enche-se de coragem e pergunta:
- Do que é que essa pobre alma está precisando?
- Papel higiênico.

André disse...

Pode ser mesmo, Bocage: o Jegue Vermelho é o Flávio Aguiar.

“Sumo Ébrio”, há, há

Mas esse editor-chefe da Carta Maior é mesmo um idiota.

"Mais uma vez a direita e a extrema esquerda dão-se as mãos” ???

“Voltam as teses de preconceitos vários” ai, ai, ai...

Quem me dera esse movimento fosse capaz de parar o governo ou até mesmo derrubá-lo de uma vez.

“Coliseu político”, quá, quá, quá...

“É uma articulação política que contempla os de cima, acaudilha os de baixo” Nossa, agora eles até “acaudilham” o povo, que lindo.

“fazendo que o Brasil assumisse uma posição de liderança na negação da Alca” É isso aí, o Brasil é o líder mundial. Em negação.

“na luta contra a desigualdade do comércio mundial, puxando até a Índia e a África do Sul, além da Argentina e quem sabe um dia o México, para essa frente” Vai sonhando...

Hummm... ele fala francês: “protegés”.

“a burguesia quatrocentona de S. Paulo”. O que mais há em SP são novos ricos. A aristocracia quatrocentona hoje é mínima.

“integração subordinada ao comércio mundial”, “se tivesse consciência histórica”. É, essa é a típica mentalidade esquerdista.

Bom, a julgar pelo q esse cara diz, Lula é um estadista...

Bocage disse...

Deus perguntou aos Gregos:

— Vocês querem um mandamento?

— Qual seria o mandamento, Senhor?

— Não matarás!

— Não, obrigado. Isso interromperia nossa seqüência de conquistas.

Então Deus perguntou aos Egípcios:

— Vocês querem um mandamento?

— Qual seria o mandamento, Senhor?

— Não cometerás adultério!

— Não, obrigado. Isso arruinaria nossos finais de semana!

Deus perguntou então aos Sírios:

— Vocês querem um mandamento?

— Qual seria o mandamento, Senhor?

— Não roubarás!

— Não, obrigado. Isso acabaria com a nossa economia!

E assim Deus foi perguntando a todos os povos até chegar aos Judeus:

— Vocês querem um mandamento?

— Quanto custaria?

— É de graça.

— Então manda logo dez!

a_maggiore@hotmail.com disse...

Eu tenho duas:

Estava Jesus Cristo no monte da Oliveira meditando com os seus apóstolos quando de repente se levanta e diz:

— y = x² - 3x + 5!

Ao que os seus discípulos perguntam:

— Mas mestre, o que é isso?

— Ah! Nada não, é só uma parábola…

\o/ \o/ \o/ \o/ \o/

Naquele dia, saiu Jesus e sentou-se à beira do Mar da Galiléia. Os doze apóstolos e outros discípulos se aproximaram e Jesus disse:

— João, beija a minha mão.

João levantou-se, aproximou-se de Jesus e beijou-lhe a mão.

— Tomé, beija o meu pé.

Tomé levantou-se, aproximou-se de Jesus e beijou-lhe o pé.

— Nicolau, não foge covarde.

\o/ \o/ \o/ \o/ \o/

Catellius disse...

Sessão piadas, he he.

Que texto ridículo, a_maggiore.

É isso aí, Bocage e André.
Fico feliz em ver poucos comentários para responder, porque estou ATOLADO de serviço. E o André tem que estudar, he he.

Heitor, destaco os trechos de seu artigo:

"os ingressos vendidos foram nos setores A a D, variando de R$ 10 a R$ 50, portanto pode ter ocorrido a exclusão dos beneficiários do Bolsa Família"

"Lula disse que o Rio de Janeiro não sofreria retaliações de verbas pelo fiasco sofrido por ele"


Como se o Estado merecesse ser punido pela ofensa e ele, magnanimamente, tivesse decidido poupá-lo em nome dos bons - como na história de Sodoma e Gomorra, onde teria bastado um "justo" para que o patológico deus poupasse a cidade da chuva ácida, típica de metrópoles poluídas, he he. Certamente as crianças, jovens, velhos e velhas, animais e plantas eram corruptos, senão o deus abraâmico, que é amor, a teria poupado por bondade, do mesmo modo que o divino apedeuta poupou o Rio.

"A assessoria então mudou a estratégia e organizou um roteiro de viagens pela América Central, e enfim Lula foi aplaudido na Nicarágua, no México e na Jamaica."

The Claps Hunter, ha ha ha. Ou Lula em: Em busca das Palmas Perdidas. Acho que nem em uma convenção do PT ele escaparia das vaias. Em pouco tempo nem na Nicarágua e Jamaica; só será aplaudido na Venezuela e em Cuba, onde vaiar custa caro (e o povo não tem dinheiro), he he.

"Lula comentou que tem dois ouvidos, um para vaias e o outro para aplausos."

Para o Lula um ouvido é para ouvir palavrões e o outro é para elogios, um é para ficar sabendo do que se passa no Palácio do Planalto (o mesmo que escuta as vaias) e o outro é para ouvir Zezé di Camargo. Temos que descobrir qual é o ouvido dos aplausos e do Zezé di Camargo para darmos um bofete bem dado, daqueles sonoros, explosivos, de zumbir o homeriano cérebro. Quem sabe fica como o outro, realista?

"Talvez fosse o caso de ficar um pouco em Brasília e trabalhar."

Que é isso, Heitor! Com um território vasto como o nosso se o Rei não estiver sempre em campanha permanente - campanha militar, digo - para defender nossas fronteiras, em breve a Amazônia será dos EUA e perderemos o oeste do Brasil para a coroa espanhola. O Rei deve cuidar do que é seu, he he.

"Enquanto isto, a chefia do Executivo, cargo para o qual ele foi eleito, fica entregue à Dilma, como antes esteve nas mãos do Dirceu."

Ou seja. O chefe do Executivo, no Brasil, não foi eleito pelo povo. Isto não é democrático! Vamos mudar os gritos de ordem para "FORA DILMA". Deixa nosso eneadáctilo chanceler passear por aí. Ele é inofensivo, he he.

"Se as suas regras para o setor elétrico não atraem investidores, que entrem as estatais; se ninguém entra nos seus leilões, que entre a Petrobras; se há expectativa de falta energia, que se converta então usinas a gás para usinas a óleo diesel, e foda-se a vida útil dos equipamentos."

Bela crítica, Heitor!

"eu me lembro do Serra, este sim um trabalhador"

Antes ter a cara de Homer Simpson do que seu cérebro. Também preferia o Serra, com todos os defeitos. Mas começarei a ser um defensor do voto nulo, como o Mouro.

Abraços a todos
E AGORA AO TRABALHO!!!!!

Catellius disse...

E vou dar minha contribuição também, he he.

***********

Na igreja, a mulher rezava com muita fé:

- Virgem Maria, vós que concebestes sem pecar, dai-me a graça de pecar sem conceber.

***********

A mulher vai se confessar. O padre a reconhece:

- Faz muito tempo que a senhora não aparece, não é mesmo?

- É, padre. É que eu tenho freqüentado outra paróquia, padre.

- Tá bem. Me conte seus pecados.

- Cometi muitos pecados. Muitos, padre. Fui grosseira, menti, cometi os pecados da soberba e da vaidade. Até trair meu marido eu traí, padre.

- Traiu seu marido? Com quem?

- Com o padre da outra paróquia. O senhor me dá o perdão, padre?

- Olha (pausa), dar o perdão até que eu dou. Mas nunca se esqueça de uma coisa: a sua paróquia é ESTA AQUI, entendeu?

***********

O piloto de um avião da TAM para a torre de controle:

- Motor esquerdo com avarias, turbina direita parada, cauda em chamas, perdendo altura rapidamente... Aguardo instruções.

- Torre de controle falando. Repita comigo: "Pai Nosso que estais no céu..."

***********

A multidão se aproxima e vê Jesus que está a chamar Lázaro.

— Lázaro! Levanta-te, Lázaro.

E Lázaro, nem tá aí. Fica lá.

— Lázaro! Levanta-te, Lázaro — repete Jesus.

E nada de Lázaro se levantar.

— Lázaro! Levanta-te, Lázaro. A turma tá toda aqui te esperando.

E nada.

Então Jesus se vira para a multidão que a tudo observa com ansiedade e, decepcionado, fala:

— Desculpa aí, pessoal. Desta vez, ele morreu mesmo.

***********

E o legionário romano fala para Cristo que estava na cruz:

— Aí, ó meu! Junta os pés que este aqui é o último prego.

Catellius disse...

E a última:

José (olhando para o berço): Bem que ele é forte e saudável. Pena que só vá viver 33 anos.

Maria (suspirando): É, mas para um palestino até que não está mal.

Catellius disse...

errata:

sempre em campanha permanente = sempre em campanha
ou
em campanha permanente

he he

Clarissa disse...

Meu caro amigo Catellius
Cheguei de viagem após dois dias de abstinência de net e mal deu para ler os esclarecimentos aqui dados bem como no Expressionista.
A verdade é que a primeira conclusão que se me afigura é que estou muito por fora da realidade que se vive aí no Brasil, o que não impeça que tenha a minha opinião.Agradeço muito o convite para o post, vou TENTAR organizar a informação que recolhi, se surgir algum texto minimamente capaz terei muito gosto em to enviar. Grata pela atenção meu amigo.
Um beijo para todos.

José Alberto Mostardinha disse...

Viva:

Por cá é costume dizer-se que:
"Não há bem que sempre dure..., nem mal que nunca acabe!".

Um abraço,

André disse...

É, Catellius, tenho entrado muito pouco na internet. Sem tempo pra isso.

Lula nem gosta de Brasília, todo mundo sabe disso. Ele preferiria governar lá do ABC paulista, sei lá.

Mostardinha, aqui no Brasil também se usa muito essa (Não há bem que sempre dure, nem mal que nunca acabe). Boa.

A Língua disse...

O GOLPE DO PT: Vídeos mostram o ESTELIONATO PSIKODÉLIKO DO PT PARA IMPLANTAR O EXTINÇÃO DA LIBERDADE ATRAVÉS DA EXTINÇÃO DO CAPITALISMO NO BRASIL

NOTEM BEM A FALA MANSA DA ESTELIONATÁRIA PETISTA.

MULLA TRAFFIKANTE E PADRILHO DAS FARC E DO OLIVERIO MEDINA, O PAI DOS TRAFFIKAAAAANTEEEESSS!!!!

VEJAM A PROVA

VIRAM QUE A MULLA E O PT SÃO TODOS MEMBROS DAS FARC (FORO DE SÃO PAULO)

PT APÓIA FARC E MST QUE APÓIAM O PCC

FORÇAS ARMADAS, CADÊ VOCÊS SEUS CANALHAS!!!!!?????

É mentira que os Estados Unidos são culpados pela violência que eles das farc criam, eles é que querem tomar toda a Colômbia para implantar o KÚMMUNISMO DE FIDEL!

OS A$$A$$INOS DAS FARC SÃO TREINADOS EM SOLO KÚBANO E VÃO PARA A KÚBA ATRAVÉS DE VÔOS FRETADOS EM SOLO VENEZUELANO!!!

"LUTAS DAS CLASSES PELO SOCIALISMO =
CONFLITOS ENTRE OS POVOS CONTRA O DIREITO DE SER INDEPENDENTE E NÃO DEPENDER DE UM DES-GOVERNO SOCIOPATA SOB OBEDIÊNCIA A CORRUPTOS COM TODA A CONCENTRAÇÃO DE PROPRIEDADE E "CAPITAL" DA NAÇÃO, É ROUBAR O DIREITO CONSUMIR E O DIREITO DE ESCOLHA DO QUE SERÁ CONSUMIDO, É TER ROUBADOS O MAIOR DOS DIREITOS DE PROTEÇÃO AO CONSUMIDOR (PAGADOR DE IMPOSTOS), O DIREITO DE COMPRA E DE PROPRIEDADE!

CAPITALISMO NÃO É O MAL DO MUNDO
O MAL DO MUNDO É A TIRANIA DOS CORRUPTOS!

UM POVO SEM CAPITALISMO NÃO TEM DEMOCRACIA
SEM CAPITALISMO NÃO HÁ DINHEIRO NEM DIREITO DE PROPRIEDADE NAS MÃOS DO POVO

ECONOMIA SOLIDÁRIA É ESCAMBO SEM RETORNO "QUEM TEM DOIS CARROS, É TIRADO O DIREITO DO SEGUNDO PARA SER FORÇADAMENTE DOADO PELO DES-GOVERNO A QUEM NÃO TRABALHOU PARA TER. ISSO É UMA MANEIRA DE OBTER APOIO POPULAR ÀS CUSTAS DE QUEM TRABALHA. OU SEJA:

O DES-GOVERNO ROUBA DE QUEM TRABALHA PARA COMPRAR VOTOS COM PRESENTES DE ALTO VALOR.

ISSO É ROUBAR-LHE A POSSE DE UM CARRO CUJOS 46% SÃO IMPOSTOS QUE FORAM PARA O DES-GOVERNO.

A BURRA CLASSE MÉDIA E BURRA ALTA BURGUESIA DO BRASIL QUE NÃO LÊEM, NÃO ESTUDAM, FORTALECERAM O PT. HOJE O PT FAZ USO DESSES PARA IMPOR O COMUNISMO ÀS CLASSES ATRAVÉS DE IMPOSIÇÃO DE INVEJA, INTRIGAS, E INCENTIVO DE CONFLITOS ATRAVÉS DE ESTELIONATOS DE MANIPULAÇÃO PSICOLÓGICA À POPULAÇÃO QUE PAGA IMPOSTOS PARA O DES-GOVERNO CUIDAR DOS POBRES, MAS O "DES-GOVERN" IMPÕE AUMENTO DE TARIFAS PÚBLICAS O QUE MANTÉM O POVO NA MISÉRIA, NA IGNORÂNCIA E NA DEPRESSÃO, O QUE GERA ÓDIO SEM SABER PORQUÊ!

No início eles afirmam o que se comentava nos anos 80 e 90 que desde o início da PuTaria o KÚMMUNISMO estava arraigado na ideologia sociopata deles.

O socialismo tornou-se referência para milhões de pessoas porque além delas não terem conhecimento, a droga era passada como uma saída, mas CUBA SE DOMINA SOCIALISTA e o que há lá é "COMUNISMO".

Os tais pensadores sempre souberam o que é COMUNISMO.

Um partido de esquerda (KUADRILHA SOCIOPATA) sempre quererá a escravidão do povo que viverá em proletariados onde quem terão alguma coisa só terá se for submisso às humilhações do governo ditatorial SOCIOPATA.

ESSE PAPO DE SOCIALISMO É UMA MENTIRA. ELES SÃO "SOCIOPATAS", ELES VÃO QUEREM IMPLANTAR É A ESCRAVIDÃO DO POVO À MISÉRIA, A "SOCIOPATIA COLETIVA".

CAPITALISMO é modelo econômico, não político, mas o PuTaria vende a imagem oposta.

ESSE ESTELIONATO DE SOCIALISMO AO INVÉS DE CAPITALISMO, POR TRÁS DISSO SIGNIFICA QUE FARÃO A RETIRADA DO PODER OU DO DIREITO DE PODER ECONÔMICO DE QUALQUER PESSOA DE QUALQUER CLASSE SOCIAL E AS PESSOAS SÓ PODERÃO TER ALGUMA COISA COM AUTORIZAÇÃO DO GOVERNO (vales refeição como em Cuba e nos países então comandados pela URSS como a Polônia, Ucrânia e a própria Rússia).

GEORGE SOROS

O MAIOR ESPECULADOR DO MUNDO, O HOMEM QUE MAIS LUCRA COM AS BOLSAS DE VALORES, O PIOR DOS CAPITALISTAS É FOMENTADOR DOS MOVIMENTOS TERRORISTAS PRÓ-COMUNISTAS E TERRORISTAS.

O PATROCINADOR DA KAMPANHA DE MULLA!
ÀS CUSTAS DE DINHEIRO DADO EM MANIPULAÇÕES DE QUEBRAS DE BOLSAS DE VALORES!

O PIOR DO CAPITALISMO É O MAIS PODEROSO E PODRE DOS COMUNISTAS!

E O BANDO DO FORO DE SÃO PAULO (Fidel, Lula, Dirceu, Marco Aurélio top-top, os sandinistas, Burro-Chávez, o bostiviano, e os membros das 150 FARCs cujas Mulla é PADRILHO delas, SE ODEIAM O CAPITALISMO, PORQUE VENDEM DROGAS PARA SE ENRIQUECER ATRAVÉS DO MANDAMENTO DE BERIA CUJO LIVRO QUE MULLA LÊ DIZ QUE "A SOCIEDADE PARA SER DOMINADA TEM QUE SER ENTORPECIDA"??????

O que eles querem é implantar o comunismo de CUBA que mantém os pobres dependentes das migalhas do governo como na URSS e a ALTA BURGUESIA ficará com os luxos absurdos.

O chefe do Foro de São Paulo é Fidel Castro.
E esses viados sociopatas querem realizar o sonho (pesadelo nosso) de fazer parte da SOCIOPATIA DE FIDEL CASTRO.

ISSO É UMA ORGIA DE BICHAS ASSASSINAS!

O COMUNISMO do PuTaria não vai ser feito por decreto direto, mas vai ser através dos TRABALHADORES que VÃO CAIR NUMA ARMADILHA FEITA em forma de REFERENDO, como fizeram para tentar cumprir A PRIMEIRA META DE IMPLANTAÇÃO DO KÚMMUNISMO: "A PROIBIÇÃO DE PORTE DE ARMAS DA POPULAÇÃO ORDEIRA E NÃO DOS BANDIDOS"... FAÇA-SE SABER QUE QUEM TRAFICAR ARMAS PESADAS, TEM O CONCENTIMENTO DA MULLA EM SOMENTE PAGAR MULTA. QUEM FOR PORTADOR DE ARMA LEGAL MAS A LICENÇA EXPIRAR, VAI PRA CADEIA.

NÃO HÁ HEGEMONIA POLÍTICA NO PT, HÁ UMA FALSA HEGEMONIA, MAS TODOS OS PARTIDOS FICARÃO ALINHADOS AOS FAVORES DO PuTaria como acontece agora com os CONSTANTES MENSALÕES.

E ainda eles vêm falar de corrupção enquanto MULLINHA tem mais de 100 milhões de reais roubados do povo e não vai preso pela Polícia Federal.

Os 101 dalmatas do jogo do bicho estão todos soltos pela alegação que não estão mais praticando o jogo do bicho que ESTÁ SIM SENDO PRATICADO.

TODOS SOLTOS PORQUE TODOS SÃO LIGADOS AO "INGÊNUO" E MAIS QUE LOUCO POR CAPITAL O IRMÃO DO "SAPO" QUE É O MAFIOSO QUE NÃO ESTUDOU MAS QUE PARA SER TRAPACEIRO DE PRIMEIRA, É MESTRE!

Convoco você brasileiro que está no Brasil a incendiar as propriedades dos kúmmunistas, tacar gasolina e fogo nos carros deles, nas mansões desses ladrões dos cofres públicos, ESFAQUEIEM OS COMUNISTAS (pt, pcdob, pstu, psol, psdb, ptb, pdt, pp, psd, ptdob, pps, etc).

DEMOCRACIA+LIBERDADE OU MORTE!

A Língua disse...

PARABÉNS PUGNACITAS PELA LUTA CONTRA OS MALDITOS KOMMUNISTAS DO LULLISMO E SUAS BICHAS ASSASSINAS

Artur disse...

Foi você que bigodou a segunda mulher? HAUEHUHAUEHUHAEUUHAEUHAU

Bocage disse...

"Convoco você (...) a incendiar as propriedades dos kúmmunistas, tacar gasolina e fogo nos carros deles, nas mansões desses ladrões dos cofres públicos, ESFAQUEIEM OS COMUNISTAS..."

Estás parecendo mais comunista do que eles, rsrsrs

Catellius disse...

Querida Clarissa,

"A verdade é que a primeira conclusão que se me afigura é que estou muito por fora da realidade que se vive aí no Brasil, o que não impeça que tenha a minha opinião."

A sua opinião é fruto de uma sábia reflexão, nota-se, como tudo o que você escreve, embora as informações de que você dispunha não fossem suficientes para emitir uma opinião, digamos, justa - ao meu ver.

Por isso fiz o convite agoraapós tantas opiniões, de pessoas intransigentes, donos da verdade, ponderadas, sábias, ignorantes. Se você quiser construir um post em estilo poético, mais omitindo do que expondo, ou não escrever nada, fique à vontade. Foi um convite apenas.

Um beijo para você

Catellius disse...

Viva Mostardinha!

Estou devendo uma visita para você! Infelizmente não conheço nada da política portuguesa, assunto sobre o qual você tem postado bastante ultimamente. Mas isto não é desculpas para eu não passar por lá apenas para dar um "óptimo" fim de semana, como você faz, he he. E você e a Clarissa com tanta desenvoltura em assuntos brasileiros... E os brasileiros com tão pouca paciência para eventuais desinformações...

Afetuoso abraço!

Catellius disse...

A Língua,

Onde já se viu incitar ao assassinato, ainda que ninguém leve você a sério? Maneire aí ou vou ter que apagar suas sandices.

Clarissa disse...

Amigo Catellius
Obrigada pelo link que me deixaste, o texto de Janer Cristaldo é belísssimo.
Vou tentar escrever algo mais logo, se sair alguma coisa que valha a pena eu digo.
Obrigada amigo :)

Suzy disse...

Heitor, como você muito bem coloca, Lula da Silva não desceu do palanque, e pelo visto, não vai descer. Quanto ao Serra, faço um apelo: "PT, leva o SErra e o PSDB com você"!
Chega dessa doença esquerdopata, chega de ufanismos, chega de cleptocracia, chega de golpes com métodos gramcistas para manter o poder, chega de sustentar as orgias dos vagabundos de plantão!

Grande abraço

Catellius disse...

Artur, eu que embigodei ela, he he.
Troquei de figura porque a original não atendia aos mínimos requisitos estéticos. Então desconsidere o que escrevi no 1º comentário.

Clarissa disse...

Catellius
Enviei para o teu email do hotmail um texto que não sei se será merecedor de publicação.
Um beijo enorme

Ricardo Rayol disse...

heitor, destruiu. O cara fica levando a vida na flauta e o resto que se dane. E oPSDB não é oposição, nem aqui nem na china, pra mim armaram um grande circo romano onde rola uma baita orgia e ninguem é de ninguem e a grana do imposto paga a conta.

Heitor Abranches disse...

Catellius,

A sua imagem está primorosa.

E o título ficou ótimo tbm.

abs,

Anônimo disse...

..................

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...