20 fevereiro 2014

O PT e seus Assassinos "De Menor"

Hoje, o Partido dos Trabalhadores, por meio dos seus senadores na Comissão de Constituição e Justiça, derrubou por 8 a 6 a proposta que previa a redução de maioridade penal para 16 anos a depender de recomendação do promotor, julgamento de juiz especializado, e prisão em estabelecimento separado de adultos. Em diversas pesquisas de opinião, cerca de 90% da população brasileira querem que menores assassinos ou praticantes de crimes muito violentos sejam presos além dos três anos previstos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente. Como tenho afirmado em vários posts, o PT não é um partido democrático pois não respeita a vontade da população, e isso ficou mais uma vez provado hoje.

Os petistas são aquela gente que quando ganha é democracia e quando perde é ditadura. Eles estão certos até quando estão errados. Vejam o caso do Eduardo Azeredo, que pode vir a ser condenado pelo STF por desvio de recursos públicos para fazer Caixa 2 na campanha para governador de 1998. Ele enfiou o rabinho entre as pernas e saiu hoje pela porta dos fundos da Câmara. Ensaiou dizer que era inocente como o Lula, mas ficou por isso. Os petistas condenados por 11 juízes, dos quais 9 foram indicados por eles, foram presos com postura de prisioneiros políticos com o punho em riste, alguns recusavam-se a renunciar mesmo condenados. Como dizia uma amiga minha, aquilo foi um teatrinho para alguns crentes do partido, só isso. Além disso, tem outra grande utilidade. A partir do momento em que eles admitam os crimes, o Lula fica exposto e passa a ficar claro que ele foi o mandante. Então é negar, negar e negar.

Mas voltando à questão dos menores assassinos ou praticantes de crimes violentos. Bem, hoje o PT fez mais um desserviço a nação. Parece-me que há uma certa coerência no pensamento petista. O PT parece que não quer ver ninguém assumindo responsabilidades pelos seus atos. Os criminosos não devem ser punidos e aqueles que têm mérito não devem ser premiados. Vejam o enfoque do Programa Bolsa Família e das propostas de cotas raciais do partido.

O Programa Bolsa Família, diferentemente do Programa Bolsa Escola, tem como foco gerar uma renda mínima, coisa que o Suplicy aprendeu no doutorado nos EUA com a ideia do prêmio Nobel Gary Becker de subornar mães para que cumprissem as obrigações de oferecer oportunidades para os filhos. Como já dizia o ditado, o caminho para o inferno está pavimentado de boas intenções. Esse é o caso do Programa Bolsa Família, que hoje é mais um curral eleitoral petista. Isso ficou evidente no ano passado, quando milhares de pessoas correram desesperadas para as agências da Caixa com o boato do fim do benefício. Na minha opinião, foi apenas um ensaio do uso eleitoreiro desse artifício. Lula é o maior coronel de todos os tempos. Com o Programa Bolsa Família ele atinge diretamente milhões de famílias. Coisa que nenhum coronel jamais conseguiu com suas cestinhas básicas.

Quanto às cotas raciais, a última é a cota de 20% para o serviço público. Serve apenas para formar um curral eleitoral negro para o partido. Quem tiver dúvidas sobre isso, entre no site do PT e veja como a Secretaria da Juventude está arregimentando pessoas com o suposto objetivo de combater a violência contra os jovens negros. Ao que me consta, Secretaria da Juventude serve para arregimentar militantes em qualquer partido.

O negócio é que o curral eleitoral tem que ser dependente e não ter mérito igual ao povo do Bolsa Família, que corre desesperado para lá e para cá após qualquer boato. Dar 20% das vagas do serviço público para negros é o mesmo que criar mais um tipo de discriminação contra a capacidade desses indivíduos. Prefere-se isso a programas como o do Itamaraty, que há anos patrocina com bolsas a dedicação integral de alguns alunos negros para o disputado concurso de diplomata. Essa era uma experiência que merecia ser ampliada, mas vai contra a filosofia do partido, de punir o mérito e premiar os criminosos. Com esse tipo de gente no poder, como este país irá para frente? Não irá.

A solução será encontrar novos culpados pelo atraso brasileiro. Os portugueses de Caio Prado Junior logo terão que ser aposentados, pois já faz quase 200 anos que estamos por nossa conta. O papel dos intelectuais do partido deve ser encontrar o próximo culpado. Pessoalmente, acho que a escravidão foi muito negativa para todo o país, para o negro, para o branco, para a ética do trabalho. Tem-se a tese da elite que não presta, ora europeizada, ora americanizada... Pelo menos hoje a elite política governante está cubanizada. Grande M*. A grande pensadora do PT, a Marilena Chaui, já tem o seu culpado, é a classe média (burguesia), a qual ela odeia, odeia, odeia,...vejam o vídeo:


Em um país sem gente responsável, o próximo culpado será você.

Um comentário:

M.B.C. disse...

Uma pessoa amarga e insatisfeita com a vida... não digo "tudo bem", mas dá para entender. O difícil é engolir a claque dos imbecis que aplaudem. Pode um negócio desses?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...