22 janeiro 2014

A Violência do PT

Em 2014, assistiremos a muitas violências praticadas pelo PT. São violências permitidas no jogo civilizado de disputa pelo poder. A violência começa pela propaganda que geralmente está baseada em uma meia verdade e na manipulação de alguma crença do público alvo. Já vi dezenas de comerciais do governo federal (petista), de estatais (petistas), governos estaduais (petistas),...que tem o objetivo que criar fantasias que negam a realidade.

A violência continuará pela difamação de adversários que serão perseguidos por investigações usando as organizações do Estado aparelhadas para servir ao partido... por negociações, intimidações, ameaças,...mas tudo isso faz parte do jogo civilizado de disputa pelo poder, afinal, o que é a civilização senão a violência organizada.

Às vezes mal dá para esconder a violência que aflora em declarações ásperas de mandatários indignados diante de alguma pergunta ou situação incômoda. A Dilma é uma pessoa muito violenta, com um passado de violência,... Ela, por outro lado, não é covarde. O Lula é. Mas, o Lula é ardiloso e inteligente. Mas, também é violento...especialmente naqueles discursos em que está mais encachaçado.

A violência começa no próprio desejo pelo poder, afinal, o que faz um petista pensar que é melhor que qualquer outro e que o poder de governar lhe deveria ser entregue? Talvez uma crença mais razoável seja que ele seja melhor do que os outros que querem o poder. Não, seria honestidade demais, isso é privilégio de poucos narcisistas. A maioria dos petistas deve acreditar que o Partido e suas idéias e práticas são melhores para o Brasil.

Quando falo dos petistas, não é exatamente do partido que falo... Falo de uma mentalidade brasileira que está representada no Partido dos Trabalhadores...um tipo de violência que é nossa. É um tipo de violência ressentida contra o sucesso e o trabalho. Um ranço marxista para o qual não existe sucesso sem exploração...

Acho que a violência para os americanos é diferente. Para eles, a violência faz parte da identidade nacional, dos seus filmes, ... Lá temos o mocinho, o psicopata assassino que no final é morto e podemos ter alívio e uma catarse. Na mentalidade petista, a violência tem um significado diferente, é um reflexo da exploração capitalista onde os bandidos são as vitimas e as vítimas são burgueses.

Para os petistas, só existe redenção na violência se ela é exercida em nome do Partido e pelo poder... O fato de que as pessoas beneficiadas serão eles mesmos é um pequeno detalhe necessário para um bem maior.

E no fim, eles lutam pelo que? Talvez eles lutem por lutar...talvez eles não acreditem nas baboseiras que um dia acreditaram quando eram estudantes...mas eles acabaram se tornando tão bons em lutar que continuam pelo gosto das vitórias, pelo gosto de poder,...o poder é delicioso,...a excitação, a adulação, as trepadas,...No fim é isso, é uma afirmação muito tortuosa da vida que se afirma pela violência, pela subjugação dos outros, pela mentira e pela morte.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...