17 maio 2013

A Herança do PT

O PT é um partido engraçado. Entre seus fundadores tivemos intelectuais de esquerda, sindicalistas, o pessoal das Comunidades Eclesiais de Base da Igreja Católica, os guerrilheiros que foram derrotados pelos militares, e gente de todo o tipo como o Joaquim Roriz, por exemplo. Passados 42 anos e após 11 anos na Presidência da República, o que sobrou?

Da ética, se é que já existiu, não sobrou nada. Acho mesmo que o Arruda poderia dar aula de ética para o PT, afinal o dedo duro que o entregou para o Toffoli continua vivo enquanto Celso Daniel come grama pela raiz, entre outros como o ex-prefeito de Campinas. Mas para esses antigos guerrilheiros isto era normal e era chamado de "justiçamento". O Ministério Público investiga esta história há mais de dez anos. Por esta e outras que querem acabar com o poder de investigação do MP.

O sindicalismo é bom para exigir direitos mas, como todos sabem, sindicalista não gosta de trabalhar. Vejam, por exemplo, o caso do ensino público de Brasília, onde temos professores de ensino médio com salários de mais de R$ 10.000,00. E o ensino público de Brasília é o melhor do Brasil? Que nada. Sobram licenças médicas e a minoria que quer trabalhar, dar boas aulas e exigir conteúdo é até mal vista pois deixa mal os outros colegas. Alguém pensa em criar escolas de aplicação ou dar aulas avançadas para os melhores alunos? Nunca. Isto daria muito trabalho e não dá voto. E corre o risco de valorizar o mérito. O negócio é criar cotas e garantir a vaga na universidade de qualquer jeito.

Falando em Educação, o Ministério da Educação foi entregue para um filhote de general que acha que deboche deve ser proibido em redações do ENEM. Aí está uma coisa que a turma do PT detesta: Deboche. Quando a Dilma se candidatou o TSE proibiu deboche com ela. Quando a Turma de Pânico se aproxima de algum alto comissário do partido é sempre recebida por seguranças truculentos. O negócio é implantar o controle social da imprensa como quer o Franklin Martins. Onde o mundo vai parar? Estudante começa debochando na redação e amanhã pode resolver criticar. Imagina! Com toda a grana que o PT deu para a UNE isto seria inadmissível.

Outro dia vi uma eminência petista reclamando que a imprensa estava divulgando crimes praticados por menores e que isto deveria ser evitado pois dava idéias equivocadas à população. Deixem os menores matarem e estuprarem em paz. Afinal, como diz o PT, a redução da maioridade penal é inconstitucional. Esta imprensa mal criada e ingrata... Os Marinho já esqueceram do empréstimo que o BNDES do Lula fez para eles? O Eike sim. Recebe a grana do BNDES e contribui para a campanha, para o filme do Lula, etc, etc, etc…. Isto sim é um bom rapaz.

É engraçado. O PT defende o direito da polícia fazer greve. De fato, o cabo Patrício aqui em Brasília foi indultado pelo Lula exatamente por ter sido preso por fazer greve na PM. A Polícia Civil de Brasília, que ganha igual à Polícia Federal, passa meses em greve e nada acontece. A população fica à mercê dos bandidos. E o PT defende o desarmamento da população. E para completar, o Ministro da Justiça do PT defende a impunidade dos menores assassinos e estupradores como um dos objetivos da Constituição de 1988. Outro dia, a Dilma, no aniversário do partido, disse que o Brasil deve muito ao PT.

E tem gente que fala que ela não tem senso de humor.

4 comentários:

Anônimo disse...

Rapidinho pq acho que novamente as idéias de liberdade serão abafadas pelos que chamam-se conservadores...

...onde ha interesses em governar ha boas verbas e patrocinios, se formarão pequenas organizações e faladores financiados ...claro que idéias que não comportam interesses jamais darão dinheiro, jamais conseguirão patrociadores abastados e nem mesmo serão interessantes a torcedores que adotam "times" ideológicos (mitos agregantes que representam receitas/idéias que prometem um nirvana qualquer, um objetivo redentor).

Enfim, tão logo idéias limpas sobre liberdade surgem e surgem os "verdadeiros" defensores da liberdade que se arrebanham sob uma palavra-time com variados significados para todos os gostos de torcedores ansiosos por glória coletiva em que se possam representar. Como "cavaleiros" portadores da imprecisa ideologia salvadora popularesca (claro que imprecisa para arrebanhar muitos sob lideranças).

A história do cristianismo e do "socialismo científico" se parecem demasiado. Vale uma comparação na moral e nas promessas paradisiacas.

Anônimo disse...


....Os conservadores se opuseram aos liberais classicos. Fato.

Os conservadores têm a pretensão de impor como os outros devem viver.

Os conservadores são naturalmente intolerantes, posto que por conta da sua religião querem se crer os salvadores. Claro que um salvador se atribui o direito de impor suas verdades salvadoras.

O cristianismo, tão caro aos conservadores, foi o criador do "pobrismo" como também deu inicio a idéia de que empresários são maus. Claro que isso decorre do fato de os imperadores ambicionarem tributar sobretudo os empreendedores populares que se refvoltavam com os impostos e também os consumidores.
Dai o lendário JC, que mandava dar a outra face, atacar comerciantes no templo e xinga-los de ladrões.

Isso é característico, pois os imperadores falsificando ouro acabavam por criar elevação de preços ("inflação") e saiam a bradar contra a ganância dos comerciantes, chegando ao apedrejamento dos "remarcadores de preços" (isso aconteceu sob o império romano).

Também Paulo não esqueceu de afirmar que os governantes assim o eram pela vontade de deus e que os impostos eram devidos ao governo. Isso ensejou que os reis eram bem chegados - escolhidos - por deus e seu reino assim determinado.

O pretenso elitismo ou a aristocracia como "classe iluminada" que deveria governar e cobrar impostos dos malvados empreendedores.

Fica mais que claro que a invenção do cristianismo foi uma ideologia salvadora em futuro incerto feita sob medida para os interesses do governo. Nãom por outro motivo este adotou como ideologia de estado e a impôs através de ferro e fogo, torturas e fogueiqas.

O bom-mocismo do pieguismo politicamente correto nada é senão a repetição do cristianismo como moral. A ética estóica foi combatida pelo cristianismo com sua moral piegas e anuente com o banditismo (sim, até na cruz houve um bandido bom para servir de exemplo).
....Assim, amar o inimigo, perdoar, dar a outra face, aceitar bovinamente o jugo, amar o seu senhor e mesmo os maus foi preconizado como valor moral, até alegando-se que "não há mérito em amar os bons" e sobretudo o NÃO JULGAR PARA NÃO SER JULGADO (é dando que se recebe). Nada mais politicamente correto.

Enfim, toda essa bondade e pieguismo cristão para tentar salvar um império decadente sob a idéia de transformar o povo num rebanho a ser explorado pelo Poder estabelecido, levou a que o que de pior se impusesse.

O FEUDALISMO inicialmente não considerava a propriedade das terras e o senhor feuidal era apenas o "protetor" dos servos que explorava. Claro que logo os feudos tornaram-se propriedade e hereditários através de titulos de "nobreza".

Todo esse bondoso cristianismo, tão conveniente ao Poder governate, preconizando a submissão, a pobreza, a falta de orgulho próprio (realização apenas na coletividade cristã, no simbolo ou "time"), a resignação e etc.

....TAMBÉM levou, dialéticamente, a estamentos privilegiados e servidão das populações produtivas. Os burgos, ou favelas, deram origem aos burgueses que sem terras dedicaram-se ao comécio e atividades outras para ganharem a vida.

...A bondade socialista tb produziu perseguição aos divergentes ou infiéis da ideologia, também criou inquisição através de um "proletário oficio" ...a história se repete

Novamente vemos o politicamente correto entrar em voga numa verdadeira ressurreição ...ainda haverá perseguição e uma pós moderna inquisição conservadora?

C. Mouro

Catellius disse...

Muito bom, Mouro.
Vou transformar em post.

marcelo disse...

A redução da maioridade penal é inconstitucional...

É claro que é! Constitucional é matar, roubar, estuprar, traficar, torturar, etc... Desde que esses crimes – ops! “infrações” – sejam praticados por menores. Tive uma ideia: eles podiam também criar cotas de impunibilidade para determinados segmentos sociais. Assim a sociedade se tornaria mais justa e igualitária. Mas haveria exceções: se a vítima for rica e poderosa, os perpetradores, mesmo que preencham os requisitos, são excluídos da cota. E se a vítima for pobre, quaisquer perpetradores, independentemente dos requisitos, ficam incluídos na cota. Se não é uma boa solução, pelo menos parece uma boa descrição do sistema penal brasileiro.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...