09 junho 2008

Pastoral extraterrestre

Janer Cristaldo

A notícia é antiga, mas não resisto a um comentário. Mês passado, mancheteou o El País:

EL VATICANO SALUDA AL HERMANO EXTRATERRESTRE

Segundo a reportagem, é lícito crer em Deus e nos extraterrestres. Pode-se admitir a existência de outros mundos e outras vidas, inclusive mais evoluídas que a nossa, sem por isso perder a fé na criação, na encarnação e na redenção. Quem afirma isto é o astrônomo do Vaticano, o sacerdote argentino José Gabriel Funes, de borgiano sobrenome. Quem não lembra de Funes, el memorioso?

Segundo este outro Funes, astronomia e fé não se chocam, senão que a astronomia serve para “restituir aos homens a justa dimensão de criaturas pequenas e frágeis frente ao cenário incomensurável de bilhões de galáxias. (...) A meu juízo, esta possibilidade existe. Os astrônomos consideram que o universo está formado por centenas de bilhçoes de galáxias, cada uma formada por bilhões de estrelas. Muitas delas, ou quase todas, poderiam conter planetas. Como se poderia excluir que a vida tenha se desenvolvido também em outros lados?”

Depois da humilhação de Galileu, é um passo e tanto para o Vaticano. Impertérrito, padre Funes continua: “Assim como existe uma multiplicidade de criaturas na Terra, poderiam existir outros seres, também inteligentes, criados por Deus. Isto não contrasta com nossa fé, porque não podemos colocar limites à liberdade criadora de Deus”.

O sacerdote argentino suscita instigantes questões teológicas. Adorarão os extras o bíblico Jeová? Acreditarão no Pai, no Filho e no Paráclito? Terão eleito um vice-deus, como fizeram seus irmãos terráqueos? Jeová admite mais de um vice? Terão tido um paraíso do qual foi expulso o primeiro homem? Houve, nalguma galáxia, um pecado original? Pois sem pecado original, o Redentor não tem sentido. E Abraão e Moisés, como é que ficam?

O astrônomo vaticano não hesita: os extraterrestres “também, de alguma forma, teriam a possibilidade de gozar da misericórdia de Deus”. Talvez padre Funes não tenha percebido, mas está abrindo um novo campo na teologia. Jeová crucificou seu filho por aquelas bandas? Ou bastou tê-lo crucificado na Terra? A jurisdição de Bento XVI se estende a galáxias distantes? Ou os extras elegeram outro papa por lá? Existem apóstolos? Pois sem apóstolos as religiões não vão adiante. Será que os extras bebem o sangue e comem a carne de seus semelhantes? Terão adotado a hematofagia e o canibalismo como seus longínquos irmãos católicos?

São perguntas que se impõem. Assim como hoje existe uma pastoral dos sem-terra, talvez tenhamos para breve uma pastoral dos extraterrestres.

2 comentários:

Raphael disse...

Nas entrevistas com o Dawkins, na época do lançamento do The God Delusion, os crentes sempre questionavam, com aquele ar de superioridade de quem pensa colocar o adversário num beco sem saída, como Dawkins poderia aventar a possibilidade de vida extraterrestre e não acreditar em deus. A idéia é que é tão impossível provar um quanto é o outro. Depois de lançarem a pergunta era difícil não vislumbrar uma leve porém incontida expressão de orgulho neles. Daquelas infantis de peito estufado e queixo erguido.

Tudo que o Dawkins podia fazer era mandar-lhes um olhar de pena. Nas primeiras entrevistas era de perplexidade, depois virou pena. Adiantaria explicar que, em condições favoráveis, a vida poderia evoluir em outras partes do universo da mesma forma que evoluiu na terra? Pois é, agora vem um padre e muda um pouco o discurso. Isso levanta os questionamentos do texto. Terão os alienígenas também seu Adão e sua Eva?A Jurisdição de Lúcifer se restringe a terra ou abrange também outros planetas? Se não, como são os demônios de lá? Isso poderia ser até um boa desculpa para a igreja, ou seja, as coisas vão mal por aqui porque Jeová está concentrado em outras paragens...

Bardo disse...

Interessante a questão.. mas eu acho que nosso "querido" Papa, não consegue dar conta nem da Terra quanto mais achar que pode apitar em outras paragens.. rs
Quando será que o homem vai deixar de ser tão arrogante??
Fico a pensar...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...