30 junho 2008

Apedeuta defende ilegalidade

Janer Cristaldo

O Supremo Apedeuta é ágil em sofismar, não perde nenhuma ocasião de dizer besteiras. Semana passada, disse que a recente lei de restrição à imigração da União Européia é preconceituosa. "Qual é o grande problema que nós temos no mundo desenvolvido hoje? É o preconceito contra a imigração", disse o Supremo.

Ora, não há preconceito algum contra a imigração. A Europa precisa de imigrantes e tem perfeita consciência disto. O que a UE não quer é a imigração ilegal. Desde há muito havia uma imensa complacência em relação aos ditos sem-papéis, e particularmente da Igreja Católica. Em quase todos os países da Europa, os padres davam guarida a quem entrava ilegalmente no continente. O que a Santa Madre fazia era, na verdade, uma defesa da ilegalidade. O mesmo pretende Lula.

Para o Apedeuta, "o vento frio da xenofobia sopra outra vez". Ora, está soprando pela primeira vez, porque até agora os sem-papéis sempre foram tolerados. E não se trata de xenofobia. Lula, que não entende nem português, de etimologia não entende pivicas. Xenofobia, literalmente, seria medo ao estrangeiro. Não é este o sentimento da Europa. O que se pretende é apenas cumprir a lei.

"Qual é o grande problema que nós temos no mundo desenvolvido hoje? – pergunta a si mesmo o Supremo – É o preconceito contra a imigração. É o medo de perder seu status quo, é o medo de perder o emprego, é o medo de ter alguém ocupando seu espaço. E isso hoje é um problema extremamente sério em toda a Europa. Não é proibindo os pobres de ir para a Europa, é ajudando a desenvolver os países pobres."

A Europa, com seu baixo índice de natalidade, sempre precisará de imigrantes. Não está proibindo os pobres de chegarem lá. Se você migrar para os países europeus com um contrato de trabalho ou de acordo com a legislação vigente – seja pobre ou seja rico – não será barrado em nenhuma aduana nem expulso de nenhum país. Europeu algum tem medo de perder seu emprego ou seu espaço. Porque o trabalho destinado ao imigrante é o trabalho braçal, que europeu algum quer. Imigrante não compete com europeu. Compete apenas com outros pobres diabos que também migram.

Todos os países do mundo empregam mão de obra barata para o trabalho sujo. É normal. Um professor universitário, um economista, um físico ou engenheiro não vai aceitar fazer o trabalho sujo. Nem nós não aceitamos. Tanto que temos sempre uma faxineira para o trabalho sujo de nossa casa. Isto faz parte da vida. Quem pode mais chora menos. Por outro lado, é bom lembrar que aquele imigrante que faz o trabalho sujo na Europa, vive em melhores condições de vida e tem mais assistência do que se fizesse trabalho limpo em seu país de origem.

Nos anos 70, a Europa chamava os imigrantes. A Suécia exibia suas adoráveis louras nórdicas - oficialmente, em publicações da Sverige Huset - para atrair mão de obra. A Alemanha convidava os gastarbeiter. Uma coisa é ser convidado para um país, ou entrar nele cumprindo os requisitos legais. Outra coisa é entrar clandestinamente ou com papéis falsos no país. Se isso for permitido, que se acabe então com fronteiras e aduanas. Se todo mundo pode entrar, aduana pra quê?

É curioso observar que Lula não dirige sua acusação aos Estados Unidos, um dos países mais rígidos quanto à aceitação de imigrantes. Mesmo o Brasil tem suas regras para a entrada de imigrantes. Se não as observa é porque sempre foi uma casa-da-mãe-Joana. O Brasil está cheio de imigrantes ilegais de todo azimute, desde a Coréia até a Bolívia. O que inclusive depõe a favor do país. Se há gentes migrando para cá, é porque aqui é melhor que lá.

Mas a Europa percebeu que não pode nem tem razões para receber os pobres do mundo todo. Isso sem falar no problema árabe. Os muçulmanos, viciados por suas teocracias, quando chegam na Europa já querem impor suas práticas bárbaras. O pior é que as estão impondo. A atual reação européia a uma imigração sem controle – em hora tardia, é verdade – longe de ser um preconceito, é uma defesa do Ocidente e de seus valores.

2 comentários:

Vizinho do Daniel Dantas disse...

A Polícia Federal do PT

Hoje, a Polícia Federal do PT prendeu o terrível Daniel Dantas, Naji Nahas e Celso Pitta. É curioso ver como é montada uma operação como esta, os agentes vão portando não apenas armas e mandados como também câmeras de TV. Ao mesmo tempo em que os acusados são presos, a imprensa recebe os press releases já devidamente editados para os caracterizar como maus sujeitos colocando a opinião pública contra indivíduos que estão sendo indiciados mas não foram condenados pela Justiça.

Eles sabem como a imprensa é preguiçosa e na disputa por colocar a estória no ar muitas vezes não tem tempo para uma pesquisa. Assim, a informação que está disponível, a deles, é a que irá dominar a estória. Enquanto isto, onde o Lula está? No Japão, mais longe impossível. Se alguém se lembrar bem, em outra viagem do Lula foi proposta na Câmara por um grupo de deputados a Contribuição dos Sem Vergonha, a tal CSS. Começo a achar que não é nenhuma coincidência este tipo de operação ocorrer quando o pequeno timoneiro está distante e aí colocam o vice-pé na cova para dar uma declaraçãozinha qualquer.

Não nos esqueçamos que o Daniel Dantas foi o cara que alega ter se negado a pagar US$ 80 milhões para a galera do PT, portanto, esta prisão tem todos os indícios de uma vingança. Aliás, o que se poderia esperar de um ministério da Justiça dirigido por um comissário petista como o Tarso Genro? Qual a moral da história? O Brasil está se moralizando? Dificilmente, o mais provável é que os empresários pensem muitas vezes antes de se recusarem a pagar o suborno do PT.

Anônimo disse...

O novo livro do tucanopapista tem glossário explicando o termo"apedeuta".
Será que assume que não foi o primeiro a usar tão "elevada" honraria para o nosso menino "índigo" de Garanhuns?

Aquele mente tanto...Diz que vive só de salário da revista, como se não cobrasse pelas palestras, participações em programas, nem recebe pelos livros que vende...
Quem mente em pequenas coisas,mente nas grandes.

¬¬
lia

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...